tumblr site counter

Déjà Vu



Déjà vu é usualmente pensado como uma impressão de já ter visto ou experimentado algo antes, que aparentemente está a ser experimentado pela primeira vez.

 

A experiência original pode ter ocorrido apenas alguns minutos ou segundos antes. Por outro lado, a experiência de déjà vu pode ser devida a ter visto imagens ou ouvido relatos vivos muitos anos antes. Essas experiências podem ser parte de uma fraca recordação de infância, erradamente acreditada como tendo ocorrido numa vida passada só porque “sabe” que não ocorreu nesta vida.

 

O termo foi aplicado pela primeira vez por Emile Boirac (1851-1917), um homem com forte interesse em fenômenos psíquicos.

A explicação mais provável de déjà vu não é que é um ato de “premonição “ou” profecia“, mas sim que é uma anomalia de memória, dando a impressão de que a experiência seja ”recordada” .

 

Essa explicação é corroborada pelo fato de que o sentido de “lembrança” no momento é forte na maioria dos casos, mas que as circunstâncias da experiência “anterior” (quando, onde e como a experiência anterior ocorreu) são bastante incertas.

 

Outra teoria que está sendo explorada é o da visão. A teoria sugere que um olho pode gravar o que é visto fracionalmente mais rápido do que o outro, criando a “forte lembrança” sobre a mesma sensação de “cena” sendo visto milissegundos depois do olho oposto. No entanto, esta teoria não explica o fenômeno quando outros estímulos sensoriais estão envolvidos, como a audição ou tato.

 

Os primeiros pesquisadores tentaram estabelecer uma ligação entre o déjà vu e psicopatologia grave, como esquizofrenia, ansiedade e transtorno dissociativo de identidade, com esperanças de encontrar a experiência de algum valor diagnóstico. No entanto, não parece haver qualquer associação especial entre déjà vu e esquizofrenia ou outras condições psiquiátricas.

 

 

Tem sido relatado que certas drogas aumentam as chances de déjà vu ocorrer no usuário. Alguns medicamentos, quando tomados em conjunto, também têm sido implicados na causa de déjà vu.

 

É possível que a tentativa de explicar o déjà vu em termos de memória perdida, inatenção, vidas passadas, clarividência, etc, possa ser completamente errada. Deviamos falar da sensação de déjà vu. Essa sensação pode ser causada por um estado do cérebro, por fatores neuroquímicos durante a percepção.

 

A sensação de déjà vu é comum entre pacientes psiquiátricos. Tambem precede ataques de epilepsia do lóbulo temporal. E, em 1955, quando Wilder Penfield fez a sua famosa experiência na qual estimulava eletricamente lóbulos temporais, encontrou um bom numero de experiências de déjà vu.

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 0.0/10 (0 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)


Um Comentário »

  1. Franklin Paulo 29 de março de 2013 at 10:00 - Reply

    Devo felicitar-vos por este paraíso do saber, esta a ajudar-me bastante.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votos cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votos)

Deixe Seu Comentário »