tumblr site counter

Camões Lírico



As informações sobre Camões, reconhecido poeta português são relativamente escassas e pouco seguras. A própria data do seu nascimento, assim como o local, é incerta.

 

 

 

Camões foi notável pelo seu poder de síntese, pela diversidade ao registrar os eventos, pela sua fluência e pela capacidade de adequar, de forma exata, seu pensamento, sendo considerado o poeta português mais completo de sua época.

 

 

 

A lírica de Camões apresenta duas tensões básicas: o Amor e o desconcerto do mundo.

 

O amor é representado pela mulher angelical e pelo amor platônico, concepção herdada do cristianismo. O amor camoniano é apoiado pelo interesse do poeta ao movimento neoplatonismo. Mas sua experiência de vida o coloca entre o desejo carnal e o ideal platônico de amor, só vivido no mais nobre pensamento.

 

Já o desconcerto do mundo é o desajuste entre as exigências íntimas da vida pessoal do poeta e suas condições para satisfazê-las. O mundo se lhe aparece desconcertado, como se estivesse destinado à confusão e à irracionalidade. Para Camões o problema central é a relação de não conformidade com os anseios, os valores, as razões e a realidade da vida social e da material. Ele evidencia esse desconcerto do mundo com anedotas históricas ou relativas aos seus mitos e, às vezes, por alusões autobiográficas.

 

 

 

Na lírica camoniana coexistem a poética tradicional e o estilo renascentista. Sua poesia é constituída por redondilhas, sonetos, canções, tercetos, etc.

 

 

O amor é descrito como um sentimento que entusiasma o homem, tornando-o capaz de atingir o Bem, a Beleza e a Verdade. Também aparece como um sentimento de significado contrário pela própria natureza. Por um lado, o Amor é manifestação do espírito, por outro é manifestação física. Para ele, o Amor deve ser experimentado e sentido.

 

 

 

 

 

Exemplo:

 

 

 

Amor é fogo que arde sem se ver,

é ferida que dói, e não se sente;

é um contentamento descontente,

é dor que desatina sem doer.

 

É um não querer mais que bem querer;

é um andar solitário entre a gente;

é nunca contentar-se de contente;

é um cuidar que ganha em se perder.

 

É querer estar preso por vontade;

é servir a quem vence, o vencedor;

é ter com quem nos mata, lealdade.

 

Mas como causar pode seu favor

nos corações humanos amizade,

se tão contrário a si é o mesmo Amor?

 

 

 

 

 

Concluindo, a poesia de Camões é riquíssima não só quanto às formas utilizadas, como também às temáticas abordadas. É uma poesia humanista, preocupada com os grandes problemas do ser humano, dentro dos princípios do classicismo renascentista.

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 2.5/10 (2 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)

Camões Lírico, 2.5 out of 10 based on 2 ratings



Um Comentário »

  1. Simone 5 de novembro de 2012 at 18:17 - Reply

    Muito bem explicado!

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votos cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: +2 (from 2 votos)

Deixe Seu Comentário »