tumblr site counter

Síndrome do Túnel do Carpo



Alterações de sensibilidade, dores ou formigamento no punho geralmente são associadas com movimentos manuais inadequados ou repetitivos, e isso pode caracterizar a Síndrome do Túnel do Carpo.

 

Quem apresenta distúrbios que interfiram a circulação do oxigênio nos nervos dessa região corre um maior risco de desenvolver a síndrome, pois ela resulta da compressão do nervo mediano, que é o responsável pela motricidade e sensibilidade do polegar e de alguns dedos e músculos da mão.

 

Mas essa síndrome não é nova. A doença tem se tornado mais comum nos últimos anos, principalmente após o avanço dos computadores, onde as lesões por esforço repetitivo, que ocupavam apenas 18% da lista de doenças ocupacionais, aumentaram em 1991 para 48%, já que o trabalhador de hoje precisa se manter a frente do computador com os punhos trabalhando sem cessar, sem mudar sua posição. E são esses tipos de movimentos repetitivos responsáveis pela inflamação e edema do túnel do carpo.

 

Uma curiosidade é que mulheres grávidas também podem ter os sintomas dessa doença, ocasionados pelos edemas (inchaços) próprios da gravidez. Na maioria dos casos, esses sintomas logo desaparecem após o parto, mas correm o risco de reaparecer anos mais tarde.

 

Atividades profissionais que envolvem flexões dos dedos também podem desencadear os mesmos sintomas, pois o nervo é comprimido.

 

Para esse tipo de doença, o diagnóstico é baseado nos sintomas característicos, para a comprovação da compressão desse nervo.

 

O exame chama-se “eletroneuromiografia”, que estimula os nervos do antebraço, dos punhos e dos dedos através de choques de pouca intensidade, com o resultado medido pela tela do aparelho. Medidas preventivas por enquanto não existem, mas é recomendado policiar as tarefas repetitivas do dia-a-dia de cada um, principalmente as de flexão do punho.

 

Inicialmente, o uso de suplementos com a vitamina B6 tem diminuído bastante os sinais e sintomas de alguns pacientes, mas isso foi comprovado apenas por tais pacientes muito carentes dessa própria vitamina.

 

Caso os sintomas continuem por dias, deve-se procurar um ortopedista rapidamente, para que o exame seja feito, e se o diagnóstico for confirmado, o tratamento possa ser iniciado. Assim, menores serão as chances de uma operação.

 

Autoria: Wanessa Maciel

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 0.0/10 (0 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)


Deixe Seu Comentário »