tumblr site counter

A Economia da América Latina



Agricultura

 

A agricultura de subsistência era a principal atividade econômica dos povos originais da América Latina, Essa atividade era complementada pela caça, pela pesca em rios e lagos e pala coleta de frutos e raízes.

A colonização européia introduziu a lavoura comercial, destinada aos mercados europeus e com exclusiva finalidade do lucro. Surgiu então uma nova forma de atividade agrícola na América Latina.

Com o passar do tempo, tanto a agricultura, de origem européia sofreram modificações. Mesmo assim, elas persistem até hoje. Por isso, podemos identificar duas formas principais de uso da terra na América Latina: uma, destinada principalmente a atender o mercado interno; outra, voltada para a exportação, tanto para os Estados Unidos e Canadá quanto para os demais países desenvolvidos.

 

Agricultura Moderna

Nos últimos decênios, alguns países da América Latina têm sofrido grandes mudanças na forma de utilização agrícola do espaço. Tais mudanças são causadas pelo surgimento de uma agricultura moderna, ou seja, praticada com o emprego de máquinas, uso de fertilizantes e de sementes selecionadas, aplicação de defensivos agrícolas (produtos químicos destinados a combater as pragas da lavoura) etc…


Pecuária

 

Os europeus introduziram a pecuária na América Latina como uma atividade secundaria.

Contudo, a criação de bovinos e ovinos desenvolveu-se enormemente na planície Platina, favorecida pela existência de ótimas pastagens naturais. Por isso, desde muito tempo, o Uruguai e sobretudo a Argentina são exportadores de carne, lã e couro. Nesses países, são criados animais de origem européia, adaptados ao clima temperado. Aí a pecuária é feita de modo mais ou menos intensivo.

No século atual, a pecuária desenvolveu-se em outras áreas da América Latina, onde são criados bovinos da raça zebu, adaptados ao ambiente da regiões tropicais do continente.

Nos cerrados do Brasil e nos Ihanos da Venezuela e da Colômbia, os bovinos encontraram razoáveis condições de desenvolvimento. Hoje o Brasil possui um dos maiores rebanhos do mundo e a criação, apesar de extensiva, vem sendo aos poucos melhorada, através da importação da raças indianas e da utilização de pastagens cultivadas.

 

 

Extrativismo e Mineração

 

A América Latina possui numerosos e grandes recursos minerais, sendo que muitos deles ainda não são explorados. Além disso, é provável que a riqueza mineral seja maior do que se sabe, pois o subsolo latino-americano não é bem conhecido, por causa da falta de maiores pesquisas.

A exploração mineral para fins comerciais começou com a vinda do europeus. Os espanhóis organizaram grandes empreendimentos para extrair os minerais e leva-los para a Europa.

No século XVIII, os portugueses exploraram grande parte do ouro que existia no Estado de Minas Gerais.

No século passado, depois da independência política dos países latino-americanos, a exploração mineral passou a ser feita por empresas européias , principalmente inglesas.

No século atual, muitas empresas norte-americanas receberam permissão para extrair e exportar diversos minerais da América Latina.

Hoje em dia, alguns países dependem muito das exportações de um ou outro mineral. É o caso, por exemplo, da Bolívia, do Suriname e da Guiana, que dependem do estanho, extraído da cassiterita. O Chile depende do Cobre, e a Jamaica depende da bauxita, da qual se extraí o alumínio. O México e a Venezuela, apesar de terem uma economia mais ou menos diversificada, têm no petróleo um produto importante em sua vendas ao estrangeiro.

 

Indústrias

 

No conjunto, a América Latina tem poucas indústrias. As principais são as seguintes:

Ø      Indústrias Tradicionais

São as indústrias leves e de bens de consumo, ou seja, destinada a satisfazer às necessidades elementares da população.

As principais são as indústrias de produtos alimentícios e a indústria têxtil. São chamadas tradicionais porque são indústrias antigas, que surgem junto com o crescimento da população das cidades. São encontradas em quase todos os países latino-americanos e estão localizadas em suas cidades principais.

Ø      Indústrias de Beneficiamento

São as industrias ligadas ao preparo de matérias-primas destinadas à exportação. Geralmente estão instaladas perto dos portos de embarque. Exemplo: Beneficiamento de minério e fabricação do açúcar de cana.

 


Além dessas, vários países possuem algumas industrias pesadas e de bens duráveis, como de aparelhos domésticos, motores etc. Por isso, dizemos que na América Latina existem centros industriais, isto é, conjuntos de indústrias de bens de consumo e algumas indústrias pesadas e de bens duráveis.

Somente três países possuem conjuntos de muitas e variadas indústrias, inclusive algumas indústrias de base, como a indústria siderúrgica, a de produtos químicos etc. Por isso dizemos que esses países possuem parques industriais. São eles: O Brasil, a Argentina, e o México.

 

AMÉRICA LATINA

 

É o segundo maior continente do mundo, com 42.560.270 km2, banhado a leste pelo Oceano Atlântico e a oeste pelo Oceano Pacífico. Formado por duas grandes massas de terra, unidas por uma faixa estreita, divide-se em três partes: do Norte, Central (englobando as nações do Mar do Caribe) e do Sul. O continente reúne países marcados por grandes diferenças econômicas. Estados Unidos (EUA) e Canadá possuem Produtos Internos Brutos (PIB) entre os mais altos do mundo, enquanto a maior parte dos outros 33 países do continente permanece mergulhada em dificuldades crônicas que agravam a pobreza na região. Na chamada América Latina – formada pelos países colonizados por Espanha, Portugal e França, – a maioria das nações apresenta problemas sociais e episódios de instabilidade política. Enquanto a renda per capita dos EUA é de US$ 29.080 anuais, a do Haiti não passa de US$ 380, segundo dados de 1997.Em razão da vizinhança com os EUA, os países americanos ganham importância geopolítica durante a guerra fria. Cuba passa à influência da União Soviética (URSS) em 1961, quase três anos depois da revolução liderada por Fidel Castro. A partir de Havana, guerrilhas de orientação marxista-leninista espalham-se pelo continente. Em meados dos anos 70, a maior parte das Américas do Sul e Central está sob a dominação de ditadores militares apoiados por Washington, que promovem o assassinato e o desaparecimento de opositores entre outras violações de direitos humanos. Só a partir dos anos 80 o continente volta, gradativamente, a democratizar-se.Após um breve período de relativa estabilidade democrática, uma onda de turbulência política – impulsionada pelos graves problemas econômicos – toma conta do continente no fim da década de 90. Em 2000, Bolívia, Equador, Peru, Paraguai e Venezuela passam por com crises institucionais graves e rumores de golpe de Estado. Processos contra líderes de governos militares dos anos 70 e 80 causam perigosos confrontos também no Chile e na Argentina. Na América Central, Guatemala, Honduras e Haiti também vivem momentos de instabilidade. O ano marca também o fim da hegemonia de sete décadas do Partido Revolucionário Institucional no México, com a vitória do oposicionista Vicente Fox nas eleições de julho.

Informações Geográficas:

Área: 42.186.000 Km2
Maior País: Canadá com 9.970.610 Km2
Menor País: São Cristovão e Neves com 269 Km2 
Maior Cidade: Cidade do México/México – População: 16.908.000 (1996)
Maior Ilha: Groenlândia com 2.175.600 Km2
Maior Lago: Lago Superior com 82.100 Km
Maior Rio: Amazonas com 6.400 Km
Pico mais Alto: Aconcágua com 6.960 metros

35 PAÍSES

 

Ø      Antígua e Barbuda  

Ø      Argentina      

Ø      Bahamas

Ø      Barbados     

Ø      Belize            

Ø      Bolívia

Ø      Brasil

Ø      Canadá        

Ø      Chile

Ø      Colômbia     

Ø      Costa Rica   

Ø      Cuba

Ø      Dominica      

Ø      El Salvador  

Ø      Equador

Ø      Estados Unidos      

Ø      Granada       

Ø      Guatemala

Ø      Guiana          

Ø      Haiti   

Ø      Honduras

Ø      Jamaica       

Ø      México          

Ø      Nicarágua

Ø      Panamá        

Ø      Paraguai      

Ø      Peru

Ø      República Dominicana

Ø      Santa Lúcia  

Ø      São Cristóvão e Névis

Ø      São Vicente e Granadinas

Ø      Suriname      

Ø      Trinidad e Tobago

Ø      Uruguai         

Ø      Venezuela

 

POPULAÇÃO

 

 

A POPULAÇÃO NORTE-AMERICANA

COMPOSIÇÃO ETNICA – ingleses, alemães, irlandeses, italianos, indígenas, afro-descendentes e latino-americanos formando uma sociedade multicultural

MORTALIDADE INFANTIL – 8 crianças para cada 1000

EXPECTATIVA DE VIDA – 73 anos para os homens e 80 para as mulheres

CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO – 0,76% ao ano

TAXA DE ANALFABETISMO – 1%

SAÚDE – 245 médicos para cada 100 mil habitantes

CONSUMO DE CALORIAS – 138% do mínimo necessário

  

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 8.6/10 (10 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +5 (from 9 votos)

A Economia da América Latina, 8.6 out of 10 based on 10 ratings



Deixe Seu Comentário »