tumblr site counter

Senso Comum



De maneira geral, os vários modos da consciência coexistem, em maior ou menor grau, quando emitimos algum juízo sobre a realidade.

 

Em nossa conversa diária com as pessoas surge uma série de opiniões sobre os mais variados assuntos. Muitas dessas opiniões freqüentemente conseguem um consenso, isto é, obtêm a concordância da maioria das pessoas de um grupo. Essas opiniões podem também se tornar concepções aceitas por diversos segmentos de uma sociedade.

 

Esse vasto conjunto de concepções geralmente aceitas como verdadeiras em determinado meio social recebe o nome de senso comum.

Para o filósofo belga Chaim Perelman, o senso comum consiste em uma série de crenças admitidas por determinado grupo social, cujos membros acreditam serem compartilhadas por todos os homens.

 

Muitas das concepções do senso comum de um povo ou de um grupo social transformam-se em frases feitas ou em ditados populares.

Repetidas irrefletidamente no cotidiano, algumas dessas noções escondem idéias falsas, parciais ou preconceituosas. Outras podem revelar profunda reflexão sobre a ávida – o que chamamos de sabedoria popular.

 

Mas o que caracteriza basicamente as noções pertencentes ao senso comum não é a sua verdade ou falsidade. É a falta de fundamentação sistemática. Isto é, as pessoas não sabem o porquê dessas noções. Trata-se, portanto, de um conhecimento adquirido sem uma base crítica, precisa, coerente e sistemática.

 

No senso comum, ou seja, no entendimento médio, comum, próprio à maioria das pessoas, os modos de consciência se encontram geralmente emaranhados de tal forma que suas noções se caracterizam por uma aglutinação acrítica de juízos, provenientes tanto da intuição como do campo racional ou religioso.

 

Acrítica quer dizer que falta o reconhecimento exato da origem dos elementos que compõe essas noções ou conhecimentos. Como resultado, temos a consagração de um dado conjunto de formulações teóricas que servirão como base de orientação para a vida prática da pessoa como se fossem definitivas. Nesse procedimento comum e cotidiano, elevamos à categoria de verdades definitivas e absolutas conhecimentos provisórios e parciais.

 

Em virtude da ausência da razão crítica, o senso comum se torna terreno favorável ao desenvolvimento do fenômeno da ideologia.

 

De maneira espontânea e sem querer as pessoas utilizam o senso comum a quase todo o momento: Ex: Quando se está com o intestino preguiçoso e a vizinha diz que ameixa e mamão é bom para ajudar o intestino, o que é que se faz? Corre para casa e se empanturra de ameixa e mamão.

 

Isso é senso comum, a utilização de um método criado a partir de uma experiência natural. Ou ainda, quando alguém reclama de dores no fígado, esta pessoa pode fazer um chá de boldo que já era usada pelos avós de nossos avós, sem no entanto conhecer o princípio ativo (substância química responsável pela cura) das folhas e seu efeito nas doenças hepáticas. Ao mesmo tempo, quando atravessamos uma rua nós estimamos, sem usar uma calculadora, a distância e a velocidade dos carros que vem em nossa direção.

 

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 7.5/10 (4 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 voto)

Senso Comum, 7.5 out of 10 based on 4 ratings



Um Comentário »

  1. Larissa 19 de março de 2013 at 18:30 - Reply

    Poderiam ser citadas as “verdades e mentiras” ligadas ao senso comum e ao senso crítico.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votos cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: +1 (from 1 voto)

Deixe Seu Comentário »