tumblr site counter

A Escolástica



No século VIII, Carlos Magno organizou o ensino e fundou escolas ligadas às instituições católicas. A cultura Greco-romana, guardada nos mosteiros até então, voltou a ser divulgada, passando a ter uma influencia mais marcante nas reflexões da época. Era o período da renascença carolíngia.

 

Tendo a educação romana como modelo, começaram a ser ensinadas matérias como gramática, retórica e dialética, geometria, aritmética, astronomia e música. Todas elas estavam, no entanto, submetidas à teologia.

 

No ambiente cultural dessas escolas e das primeiras universidades do século XI surgiu uma produção filosófica denominada escolástica (de escola).

 

A partir do século XIII, o aristotelismo penetrou de forma profunda no pensamento escolástico, marcando-o definitivamente. Isso de deve à descoberta de muitas obras de Aristóteles, desconhecidas até então, e à tradução para o latim de algumas delas, diretamente do grego.

 

Até cerca do século XII, os europeus só conheciam pequena parcela da filosofia de Aristóteles. Foi a partir das traduções e comentários feitos pelos filósofos árabes que as obras de física, metafísica e ética passaram a ser conhecidas na Europa.

 

Aliás, filósofos árabes como Avicena e Averróis foram muito importantes na divulgação das obras de Aristóteles. Isso ocorreu porque, a partir do século VI, os árabes iniciaram uma série de guerras religiosas, buscando difundir o islamismo.

 

Dessa forma, conquistaram parte do Oriente e entraram em contato com a cultura grega, que influenciava essas regiões desde as conquistas de Alexandre Magno. Em 711, os árabes conquistaram parte da península Ibérica e, a partir dessa região, passaram a exercer influencia notável sobre vários fatores da cultura européia, tanto na arquitetura como na literatura, nas ciências e na filosofia.

 

No período escolástico, a busca de harmonização entre a fé cristã e a razão manteve-se como problema básico de especulação filosófica. Nesse sentido, a escolástica pode ser dividida em três fases:

 

* primeira fase: confiança na perfeita harmonia entre fé e razão

 

* segunda fase: elaboração de grandes sistemas filosóficos. Nessa fase, a harmonização entre fé e razão pode ser parcialmente obtida

 

* terceira fase: decadência da escolástica; afirmação das diferenças fundamentais entre fé e razão

 

Além de apresentar a característica fundamental da filosofia medieval, que é a referencia às questões teológicas, a escolástica trouxe significativos avanços no estudo da lógica.

 

Um dos principais filósofos que contribui para o desenvolvimento dos estudos lógicos foi Boécio. Ele aperfeiçoou o quadrado lógico, sistema de relações entre afirmativas que fornece a base lógica para garantir validade de certas formas elementares de raciocínio.

 

Também foi o primeiro a introduzir a questão dos universais, problema filosófico longamente discutido por todo o período da escolástica.

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 8.4/10 (7 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 voto)

A Escolástica, 8.4 out of 10 based on 7 ratings



Um Comentário »

  1. Paulo Maciel 23 de março de 2016 at 4:30 - Reply

    Acredito que faltou comentar sobre a 4 fase

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votos cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votos)

Deixe Seu Comentário »