tumblr site counter

A Ciência da Criação Deliberada



Notas

“A maioria dos seres humanos não tem idéia do poder de seus pensamentos, ou do poder da Lei de Atração, de modo que vocês buscar levar a cabo tudo através da ação. E ainda que nós estejamos de acordo em que a ação é um componente muito importante no mundo físico, não é através da ação que vocês estão criando. Seus hospitais estão abarrotados com pessoas que agora estão atuando para compensar por seus pensamentos negativos” (Abraham-Hicks).

 

A criação deliberada consiste em:

1) Entender como funciona a lei de atração (tudo atrai a seu igual)

2)Aceitar que nós criamos com nossos pensamentos e não através da ação.

3)Entender que nossos sentimentos e emoções são a guia para o caminho. SE ME SINTO BEM… estou concentrado no que QUERO criar; SE ME SINTO MAL… estou concentrado no que NÃO QUERO criar.

4) Escolher pensamentos de uma maneira deliberada, pensamentos que nos façam sentir melhor; já que sentir-nos bem é um sinal de que estamos concentrados no que QUEREMOS. Ao escolher deliberadamente pensamentos que nos façam sentir bem automaticamente estamos elevando nossas freqüências vibracionais.

 

“Todas as manifestações estão completas 100% inclusive antes que tenhas (ou vejas) evidência física delas” (Abraham)

 

Isto quer dizer que não importa se ainda não vês resultados de que teu desejo está se aproximando, porque as evidências físicas chegam no último minuto. Por isso, não podemos confiar totalmente em nossos sentidos (vista, olfato, tato, ouvidos).

 

Devemos confiar mais em nossas emoções. TEUS SENTIMENTOS TE DIRÃO SE ESTÁS AVANÇANDO, não é necessário ver evidência física de que teus desejos se aproximam. Tão só com que notes que te sentes bem a respeito de teus desejos é suficiente.

 

Quando começas a sentir-te emocionado, esperançoso, feliz, radiante, com expectativas otimistas a respeito de teu desejo, este se apresentará quase da noite para o dia… a tal grau que cairás na tentação de pensar que foi uma casualidade, porque não “fizeste nada” (fisicamente falando) para que este milagre ocorresse.

 

E é aqui onde explicamos porque o pensamento tem mais poder que a ação: 17 segundos = 2.000 horas homem.

 

Porém quando isso acontece e teu desejo ou meta se manifesta pensa nele. Teus esforços não foram físicos, não suaste para fazer que ele acontecesse, porém concentraste tua mente utilizando a energia para colapsá-la e manifestar teu desejo. Pensa nisso e toma nota. Vale a pena fazer trabalho mental e observar o que ocorre.

 

Quando fizeres teu trabalho mental e recolheres os frutos de teu trabalho começarás a sentir-te verdadeiramente como um criador deliberado, já que de todos os modos somos criadores. A humanidade está criando por acidente, não deliberadamente.

 

Assim que se desejas que tua vida seja como tu queres é importante que comeces a deixar de “criar por acidente” e comeces a “criar deliberadamente”.

 

“O que vemos no exterior é só um reflexo do interior, porque nos rodeamos com um cenário de nossas próprias crenças, de modo que, em geral, manifestamos aquilo em que pensamos seriamente e aquilo no que cremos. Se queremos saber qual é nosso pensamento habitual, só teremos que olhar a nosso redor e perguntarmos: Que vejo?” (Emmet Fox)

Observa ao teu redor e vê como é tua vida. Esta é a vida que tens criado com base nos conhecimentos que tinhas e com base no velho paradigma.

 

Uma vez que aprendes como funcionam as leis do Universo começas a criar com base em estes novos conhecimentos.

 

A única coisa que tens que fazer para mudar uma realidade que não te dê prazer é focar deliberadamente tua energia, focá-la deliberadamente em lugar de deixar que siga fluindo por acidente (e criando por acidente). O processo de pivotagem é uma ferramenta para focar deliberadamente tua energia:

 

O radar interno e o processo de pivotagem

 

Abraham diz que os pensamentos negativos geram emoções negativas. Qualquer emoção negativa é uma mensagem de nosso ser interno de que está tendo um pensamento negativo.

 

Quando estás tendo um pensamento negativo, é como pegar uma bola de neve e começar a rolá-la, criando um resultado negativo em tua vida. Teu ser interior usa as emoções negativas para sinalizar-te que é tempo de mudar o que estás pensando.

 

É mais fácil monitorar tuas emoções que teus pensamentos, já que temos tantos pensamentos e a maioria deles são tão habituais que nos é difícil notá-los. Estamos tão acostumados a pensar negativamente que inclusive nos parece algo normal e uma boa motivação para mudar esses hábitos de pensamento é pensar que com isso te sentirás melhor.

 

Para reduzir as emoções negativas primeiro devemos aprender a localizar os pensamentos que estão ocasionando o medo, a ira ou a frustração e adestrar-nos em mudar estes pensamentos. Desta forma ditos pensamentos irão se reduzindo e tu também te sentirás melhor de maneira gradual.

 

John McCurdy disse: “Se estás sentindo emoções negativas, então estás pensando algo que não é “verdade” e ponto”.

 

Se tens mantido pensamentos negativos (durante bastante tempo) ao grau que já te sentes muito mal, te será muito difícil utilizar o método de pivotagem. Abraham disse que o melhor que se pode fazer nesses casos é ir dormir, ver um filme, ler um livro, nadar, dar um passeio, fazer sexo ou distrair-te em alguma forma que te faça sentir bem novamente.

 

Então, desde esse novo estado de bem estar se começas a sentir-te mal, agora sim é tempo de usar o processo de pivotagem: pensa/define qual é o pensamento que estás tendo e que te está fazendo sentir mal. Quando o descobrires, toma em conta que isso é o que está ocasionando que te sintas tão mal. Esse pensamento em particular não é “verdade” no sentido cósmico da palavra, embora talvez pudesse sê-lo em tua experiência presente.

 

Por exemplo, se pensas que não és suficientemente bom ou que não podes confiar em ti mesmo para realizar algo, então estás desconectado de teu ser interior (já que teu pensamento não está sincronizado com esse ser perfeito que és em realidade).

 

Cada vez que notes algum pensamento como “não sou suficientemente bom” ou “não vou conseguir”, recorda o que disse John McCurdy: esta emoção negativa significa que o pensamento não é “verdade” e então pergunta-te: Qual é a verdade que quero acreditar acerca de mim mesmo?

 

Eu quero crer que sou suficientemente capaz e suficientemente bom; quero saber que sou um ser maravilhoso. Se depois de dizer-te a verdade a ti mesmo já te sentires melhor, então terás aplicado o processo de pivotagem exitosamente. O sentimento de alívio é um sinal claro de que tiveste êxito aplicando este processo.

 

Abraham disse que uma vez aplicado o sistema de pivotagem, nunca regressamos ao estado original vibratório que tínhamos antes de aplicá-lo. Talvez poderá recorrer este mesmo estado, porém será diferente, já que para ti será mais fácil voltar a aplicá-lo cada vez que se te apresente e que poderás reconhecê-lo para fazer uma mudança imediatamente.

 

Abraham faz uma comparação com o fato de tirar rapidamente uma mão quando está próxima do fogo, enquanto começas a sentir dor. Do contrário gostarias de te queimar a mão? Obviamente não. Ao contrário, gostarias que tua mão fosse muito mais sensível para poder tirá-la do fogo enquanto começas a sentir o calor, inclusive muito antes de que se aproximasse de ti e assim nunca te queimarias.

 

Isso é o que queremos conseguir: usar a emoção negativa como um sinal de que estamos começando a ter um pensamento que está demasiado “quente” (e que se seguimos avançando nesta direção vamos nos queimar) e que há outra classe de pensamentos mais “frescos” e mais cômodos e que há uma verdade muito maior.

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 0.0/10 (0 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)


Deixe Seu Comentário »