tumblr site counter

Variabilidade Celular



Célula Procarionte: (proto, primitivo; carion, núcleo)

Apresentam estrutura bem simples, não possuem núcleo organizado. Apenas as bactérias e as cianofíceas apresentam célula desse tipo (Reino Monera).

 

 

Reino Monera

 

Bactérias: São seres unicelulares microscópicos e na maioria heterótrofos. Não possuem núcleo organizado ou seja separado do citoplasma por uma membrana celular, como acontecem nas células mais complexas. É através da membrana celular que elas absorvem as substâncias nutritivas e o oxigênio que necessitam.

A célula bacteriana é delimitada extremamente por um envoltório relativamente espesso e resistente chamado parede celular.

A finíssima membrana plasmática a qual circunda o citoplasma fluído, encontra-se encostada na parede celular.

No citoplasma encontra-se diversos ribossomos.

 

Cianofíceas ou algas azuis: Esses seres são muito aparentados com as bactérias. A cianofícea apresenta o pigmento de clorofila, o que possibilita a elas realizarem a fotossíntese. As cianofíceas são autótrofos.

 

Célula Eucarionte: A célula eucarionte varia muito nos diferentes tipos de organismos. Entretanto em todas elas é possível perceber um mesmo padrão geral de organização.

 

 

adsense2

 

 

A célula eucarionte possui uma membrana plasmática, um citoplasma repleto de organelas, e um núcleo delimitado por duas membranas.

O citoplasma da célula eucarionte não é homogêneo como da célula Procarionte.

O material genético da célula eucarionte é separado do citoplasma por uma membrana, chamada carioteca ou membrana nuclear.

Além disso o DNA não é nu, como na célula Procarionte.

Apresentem célula desse tipo os Reinos, Protista, Fungi, Plantae, Animalia

 

Reino Fungi

 

Geralmente os fungos possuem filamentos que se entrelaçam, formando o micélio. Cada filamento do micélio se chama hifa, as hifas contém o citoplasma e o núcleo. As paredes das hifas são constituídas de quitina.

Eles podem ser unicelulares ou pluricelulares, eles são heterótrofos. Bolores, mofos e cogumelos fazem parte desse grupo.

Os fungos crescem sobre cadáveres de animais ou plantas. Os fungos se alimentam dos produtos da digestão de substâncias presente no meio onde vivem.

 

Reino Protista

 

São seres unicelulares autótrofos e/ou heterótrofos. A célula do protozoário possui núcleo organizado, separado do citoplasma por uma membrana nuclear.

O citoplasma e a membrana celular desses seres apresentam certos elementos especiais, que possibilitam ao protozoário se locomover.

Habitam ambientes aquáticos, de água doce e salgada. Algumas espécies nadam livremente, enquanto outras vivem fixadas em substratos submersos.

Alguns vivem no sangue, no intestino ou em órgão internos dos animais. Essas são as espécies de protozoários parasitas de animais.

Os protozoários se dividem em:

 

· sarcodíneos: possuem pseudópodos (ex: ameba)

 

· flagelado: possuem flagelos

 

· ciliados: possuem cílios

 

· esporozóarios: não possuem locomoção

 

A ameba é um exemplo de sarcodíneos, ele mede cerca de 0,5 milímetro. Ela se alimenta por fagocitose, e percebe-se em seu citoplasma vários vacúolos, os digestivos e o contrátil (regula o excesso de água). Existem vários outros tipos de protozoários.

 

Reino Plantae

 

São seres pluricelulares e autótrofos. As plantas pertencem a esse grupo. A característica principal que diferencia a célula vegetal da célula animal é a presença de uma segunda membrana sobre a membrana plasmática: a parede celular.

A parede celular é constituída basicamente por celulose e começa a se formar ao final de uma divisão celular.

A primeira parede que forma é constituída quase exclusivamente de celulose e recebe o nome de parede primária. Ela é muito elástica e pode se distender, acompanhando o crescimento da célula em seu interior.

 

A célula Vegetal Diferenciada: Os diversos tipos de célula diferenciadas, que constituem uma planta surgiram a partir do meristema.

 

 

adsense2

 

 

Durante o processo de diferenciação a célula alonga-se e surge um grande vacúolo central. O vacúolo é uma bolsa de retículo endoplasmático repleta de uma solução aquosa, onde predominam sais e outras substâncias que se dissolvem na água.

O espaçamento da parede se dá pela incorporação de mais celulose e de outras substância na parede primária, transformando em parede secundária.

Os principais tipos de célula vegetais são: Meristema Primário, Parênquima, Esclerênquima, Colênquima, Epiderme, Lenho, Florema e etc. . .

 

Reino Animalia

 

Nesse grupo compreende-se todos os organismos pluricelulares, nucleados, heterótrofos, desde as esponjas até os mamíferos. A célula animal possui membrana plasmática, um citoplasma repleto de organelas, e um núcleo delimitado por duas membranas.

O seu material genético é separado do citoplasma pela carioteca.

Os filamentos de DNA associados a proteína, formão fios mais espessos de cromatina. Mergulhados a cromatina pode ser encontrados corpos densos e geralmente arredondados, denominados nucleólos, os quais não existem na procarionte.

Uma das coisas que as diferencia da célula vegetal é a sua forma esférica, também encontra-se centríolos, e lisossomos que não são encontrados na célula vegetal. O vacúolo é encontrado somente na célula vegetal.

 

Vírus:

 

Os vírus se diferenciam dos outros seres vivos por não apresentarem organização celular. Resumem-se a um envoltório de proteína onde esta contido o material genético, que pode ser o DNA ou RNA, dependendo do vírus.

Estrutura de alguns vírus: O tamanho do vírus varia de 15 nanômetros até 0,3 micrometro. Todos são parasitas obrigatórios de células vivas, delas dependendo para sua reprodução. Fora das células hospedeiras, os vírus não manifestam nenhuma atividade vital.

Cerca de 60% das doenças infecciosas do homem e de animais domésticos são causadas por vírus. Como exemplo de doenças viróticas podemos citar o herpes, o sarampo, a caxumba, as gripes e a AIDS.

A reprodução do vírus: Um vírus cujo o ciclo vital é bem conhecido é bacteriófago, assim chamado porque ataca bactérias.

Os bacteriófagos grudam suas caldas nas bactérias perfurando-lhes a parede e injetando o DNA no citoplasma bacteriano.

Cerca de 15 minutos após a injeção do DNA viral já é possível observar partes de novos fagos se formando dentro da bactéria infectada: cabeças, caudas e fibras das caudas.

Todas essas partes vão sendo montadas e cerca de 30 minutos após a infecção, ocorre a lise (destruição) da célula bacteriana, a qual arrebenta liberando cerca de novos fagos maduros, capazes de infectar outras bactérias.

 

Conclusão

 

Existem diversos tipos de células, algumas são mais complexas enquanto outras são mais simples. Elas estão classificadas como eucariontes e procariontes.

As células podem ser de forma esférica ou não. Isso varia de ser vivo para ser vivo. Alguns seres são unicelulares, outros são pluricelulares.

Todas as células, possuem uma membrana por fora, um citoplasma, e o seu material genético. Esse material genético pode ou não estar separado do citoplasma por uma membrana.

A característica que uma célula tem pode levar ela a classificação em um determinado reino. Por exemplo, o reino Monera abrange seres cuja as suas células são mais simples. As células formam os seres vivos, elas crescem e se reproduzem.

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 3.0/10 (2 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)

Variabilidade Celular, 3.0 out of 10 based on 2 ratings



Um Comentário »

  1. kelly 14 de agosto de 2013 at 23:52 - Reply

    Gostei muito do site. Estão de parabéns.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 2.0/5 (1 voto cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votos)

Deixe Seu Comentário »