tumblr site counter

Efeito Tampão



INTRODUÇÃO

 

O efeito tampão é um sistema de misturas de ácidos fracos e suas bases conjugadas, que dão propriedade de resistir às variações do sue pH quando às mesmas são adicionados ácido (H+) ou base (OH-).

 

 

OBJETIVO

 

Determinar o pH de soluções pelo método calorimétrico utilizando-se o indicador universal, observar o efeito de uma solução tampão e preparação de solução tampão.

 

 

MATERIAIS E MÉTODOS

 

 

 

Observação de solução tampão (Bancada 1)

 

Construiu-se uma escala padrão de pH, formada de 8 tubos de ensaio, onde colocou-se 1 ml de solução tampão com pH de 4 à 11 respectivamente e nestas soluções adicionou-se 9 ml de água destilada e 5 gotas de indicador universal, este, tem função de identificar o pH da solução através da coloração.

 

 

pH

Coloração

04

Vermelho

05

Laranja

06

Amarelo

07

Verde claro

08

Verde

09

Azul

10

Roxo claro

11

Roxo escuro

 

 

Observação de solução tampão (Bancada 2)

 

Preparou-se 4 tubos de ensaio numerados de 1 à 4, em todos adicionou-se 5 gotas de indicador universal.

 

Nos tubos 1 e 2 adicionou-se 1 gota de base forte (NaOH – 0,1M) e nos tubos 3 e 4, 1 gota de ácido forte (HCl – 0,1M). Nos tubos 2 e 4 adicionou-se 1ml de solução tampão pH 7 e 9 ml de água destilada. Nos tubos 1 e 3 colocou-se 10 ml de água destilada.

 

 

Preparação de uma solução tampão

 

Preparou-se uma solução tampão através de uma mistura de ácido acético e acetato de sódio com tampão de pH 4 e molaridade 0,5 M e cujo pKa = 4,75.

 

Preparação:

 

1. Calculo para saber a quantidade em volume e gramas dos referidos compostos:

 

pH = pKa + log [acetato de sódio = A]

 

[ácido acético = D]

 

4 = 4,75 + log [A] A + D = 0,5 M

 

[D] 0,17 D + D = 0,5 M

 

1,17 D = 0,5 M

 

[A] = 10-0,75 D = 0,5

 

[D] 1,17

 

[A] = 0,17 D D = 0,42 M

 

A + D = 0,5 M

 

A + 0,42 = 0,5

 

A = 0,5 – 0,42

 

A = 0,08 M

 

D = CH3COOH – Ácido acétido – 60M – d =1,049

 

1 – 60

 

0,42 – x

 

d = m V = m V = 25,2 V = 24,023 ml

 

V d 1,049

 

24,023 ml para 1 L de solução, como usou-se 10 ml:

 

1000 – 24,023

 

10 – x

 

A = CH3COONa – Acetato de sódio – 82 M

 

1 – 82

 

0,08 – x

 

6,56g para 1 L de solução, como usou-se 10 ml:

 

1000 – 6,56

 

10 – x

 

 

 

adsense2

 

 

2. Preparação:

 

Em um becker de 50 ml, colocou-se os 0,06 g de acetado de sódio com 5 ml de água destilada, em seguida adicionou-se 0,24 ml de ácido acético.

 

Para certificar-se de que a solução tampão preparada obteve o pH correto, adicionou-se 2 gotas de indicador universal.

 

 

RESULTADOS

 

Observação de solução tampão (Bancada 2)

 

O tubo 1 ( pH = 7) sofreu variação de pH 7 para 10; o tubo 3 (pH =7) sofreu variação de pH 7 para 4.

 

Os tubos 2 e 4 não sofreram variação de pH.

 

Preparação de solução tampão

 

A solução obteve coloração avermelhada o que comparada com a escala padrão de pH, comprova o pH 4.

 

 

CONCLUSÃO

 

Observação de solução tampão (Bancada 2)

 

Os tubos 1 e 3 sofreram variação de pH devido a ausência de tampão na solução.

 

Os tubos 2 e 4 não sofreram variação de pH uma vez que a solução mantinha uma solução tampão de pH = 7; no tubo 2 a base forte absorveu os íons H+ formando água; no tubo 4 o ácido forte absorveu os íons OH- .

 

Preparação de solução tampão

 

A solução tampão foi preparada corretamente, comprovação disto, foi a comparação da solução na escala padrão de pH onde verificou-se cor avermelhada, pH = 4.

 

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

 

MARZZOCO, A.; TORRES, B. B. Bioquímica Básica, Rio de Janeiro, RJ, Guanabara Koogan S. A., 1990, pg. 2-8.

 

LEHNINGER, A. L.; NELSON, D. L.; COX, M. M., Princípios de Bioquímica, São Paulo, SP, Sarvier, 2 edição, 1995, pg. 68-73.

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 0.0/10 (0 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)


Deixe Seu Comentário »