:: Biologia

Comensalismo

Conceito

 

Tipo de relação ecológica interespecífica (entre indivíduos de diferentes espécies) harmônica onde uma parte se beneficia sem prejudicar a outra parte. O termo comensalismo efere-se a situações com alimentos, mas atualmente já abrange relações não alimentares nde uma espécie se beneficie sem prejudicar a outra. O individuo que se alimenta dos estos de outra espécie é denominado comensal.

 

Exemplos

 

Podemos citar como exemplos de comensalismo:

 

– Peixe piolho (rêmora) e tubarão: é o exemplo mais comum do comensalismo, onde a rêmora se fixa no tubarão com ajuda de suas ventosas e obtém um bom meio de transporte o mesmo tempo em que se alimenta dos restos de suas refeições. Nota-se que a relação é positiva para a rêmora e não prejudica de nenhuma forma o tubarão.

 

– Leão e hiena: as hienas observam os leões aguardando que o bando saia para caçar e alimenta-se dos restos das carcaças que eles deixam. Desta forma, as hienas obtêm comida e maneira simples e os leões não são prejudicados com isso.

 

Situações diferentes podem ocorrer entre as duas espécies também quando as hienas não esperam que o leão sacie sua fome, atacando-o no momento em que ele abate a sua presa para servir-se da presa sem nenhum trabalho. Porém neste caso não há uma relação de comensalismo já que uma espécie será prejudicada pela outra, caracterizando um caso de esclavagismo.

 

-Homem e urubu: neste caso o urubu alimenta-se de restos de comida jogados pelos homens, mais freqüentemente nos lixões da cidade.

 

-Homem e entamoeba coli: relação onde o protozoário entamoeba coli, que vive no intestino humano, alimenta-se dos restos da digestão feita pelo homem, mas não o prejudicando.

 

-Anêmona-do-mar e peixe-palhaço: nesta relação, o peixe-palhaço refugia-se entre os tentáculos da anêmona-do-mar e aproveita as sobras de alimentos para alimentar-se.

 

Os exemplos são inúmeros de serem citados. Sendo assim, podemos concluir, de forma reduzida, que se uma relação ocorre entre espécies diferentes e uma pode beneficiar-se sem prejudicar a outra, temos o comensalismo.

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *