:: Biologia

Breve História da Descoberta da Célula

Citologia é o ramo da Biologia que estuda as células, unidades microscópicas que constituem o corpo de todos os seres vivos, exceto os vírus. A Citologia teve origem com a invenção do microscópio, aparelho capaz de aumentar a imagem de pequenos objetos.

 

A invenção do microscópio

 

Acredita-se que ele tenha sido inventado em 1591 por Hans Janssen e seu filho. Porém, o primeiro a fazer observações microscópicas foi Antonie van Leeuwenhoek.

 

A descoberta da célula

 

Influenciado por Leeuwenhoek, o inglês Robert Hooke construiu um microscópio com duas lentes ajustadas nas extremidades. Hooke utilizou microscópios compostos, dotados de uma lente ocular pela qual se olha, e uma lente objetiva, que vai próxima ao objeto observado.

 

 

As partes fundamentais de uma célula

 

Em 1833, o pesquisador inglês Robert Brown descobriu que a maioria das células apresentava uma estrutura interna esférica ou ovóide, que ele chamou de núcleo.

 

Os cientistas concluíram que tanto as células de plantas quanto as de animais eram revestidas de uma finíssima película, denominada membrana plasmática. No caso das células vegetais, há ainda, externamente à membrana plasmática, mais um envoltório, geralmente espesso e resistente, que recebe o nome de parede celular.

 

No início do século passado, portanto, já haviam sido descobertas as três partes fundamentais das células que constituem os seres vivos: membrana plasmática, citoplasma e núcleo.

 

A Teoria Celular

 

Em 1838, depois de estudar os trabalhos de diversos pesquisadores, o botânico Mathias Jakob Schleiden concluiu que todas as plantas eram formadas por células. Um ano depois, o zoólogo Theodor Schwann chegou a mesma conclusão para os animais: todos se compunham de células. Fortalecia-se assim a idéia de que a célula era a unidade de que constituía todos os seres vivos. Essa generalização ficou conhecida como Teoria Celular.

 

A formulação da Teoria Celular teve importância para o desenvolvimento da Biologia, porque permitiu reconhecer que seres tão diversos como a ameba e o ser humano têm grande semelhança no nível microscópio. Ambos são constituídos por células bastante parecidas, embora a ameba seja unicelular, e uma pessoa seja pluricelular.

 

Segundo a Teoria Celular, a célula é a unidade morfofisiológica dos seres vivos.

 

Os vírus são os únicos seres vivos que não apresentam organização celular. Eles são organismo simples, constituídos por uma molécula de ácido nucléico associada a proteínas.

4 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *