tumblr site counter

Baleia Franca



A baleia franca é um grande cetáceo, pode chegar a medir 17 m. Seu corpo é negro e arredondado, a cabeça ocupa quase um quarto do corpo. Na grande boca possui cerca de 250 pares de cerdas de barbatanas.

 

O ventre apresenta manchas brancas irregulares. As fêmeas apresentam mamilas com cerca de 10 cm. Podem chegar a pesar 60 toneladas.

 

A identificação e diferenciação das baleias francas entre macho e fêmea só é possível através da observação das fêmeas adultas acompanhadas de filhotes. Uma característica da baleia franca é a forma do esguicho em “V”, isso ocorre porque o animal expele o ar muito rapidamente. O som produzido pelo esguicho pode ser ouvido a centenas de metros.

 

Um diferencial desta espécie de baleia está nas calosidades que se localizam no alto e nas laterais da cabeça, são relativamente macias em fetos e filhotes recém-nascidos. Essas “verrugas” são geralmente acinzentadas ou branco-amareladas.

 

As três espécies de baleia franca

 

Género Eubalaena:

 

Baleia-franca-austral (E. australis)

 

Baleia-franca-do-atlântico-norte (E. glacialis)

 

Baleia-franca-do-pacífico (E. japonica)

 

As espécies E. glacialis e E. japonica (baleia-franca-do-atlântico-norte e do-pacífico, respectivamente) aparecem na Lista Vermelha da UICN, ou seja encontram-se em perigo de extinção.

 

A baleia-franca-austral (Eubalena australis) é considerada pela IUCN como “dependente de conservação”, os pesquisadores que trabalham com a espécie acreditam que situação desta baleia também é de perigo de extinção, já que em todo o planeta restam menos de 8.000 indivíduos.

 

No Brasil, a E. australis consta da Lista Oficial Brasileira de Espécies Ameaçadas de Extinção.

 

No Brasil há o Projeto Baleia Franca, em 1995 o Governo de Santa Catarina declarou que a espécie é um Monumento Natural Estadual. Este projeto luta para que haja uma Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca.

 

Este projeto protege uma das maiores áreas de reprodução da baleia franca, a costa entre Florianópolis e o cabo de Santa Marta, no município de Laguna.

 

AUTORIA: Marillyn Luciane Damazio.

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 0.0/10 (0 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)


Deixe Seu Comentário »