tumblr site counter

Bacillus Anthracis (Antraz)



O Bacillus anthracis é causador da doença conhecida como Antraz, este fato foi provado por Robert Koch que fez experiências com ratos. Este bacilo tem grande resistência ao calor e a desssecação, podem reisistir por décadas.

 

Ele é grande e forma esporos, é encontrado em todo o mundo. Os animais são infectados através da ingestão do bacilo, pastando em solo contaminado, por exemplo. O homem é contaminado através da ingestão de carne contaminada ou contato com o corpo de animal morto contaminado, bem como em contato com sua pele, lã ou ossos.

 

A vacina reduziu bastante os casos, chegando a ser registrado apenas um por ano nos Estados Unidos. Há registros de vários casos no referido país em 2001, mas acredita-se ser produto de uma infecção proposital podendo ser resultante de terrorismo biológico.

 

As maiores incidências naturais do Antraz são na África e na Ásia, pois ainda não há difusão da vacina.

 

O Antraz

 

Doença também chamada de antrax, anthrax ou carbúnculo. Acredita-se que é uma das doenças descritas pelos romanos. É considerada a quinta praga descrita em Êxodo. Seu nome tem origem na palavra grega anthrakis que significa carvão. Essa associação com carvão deve-se a natureza das lesões provocadas pelo antraz.

 

O desenvolvimento do Antraz

 

Os macrófagos fagocitam (processo de eliminação) os esporos no local de entrada, estes então germinam em bactérias que lançam toxinas no corpo. Os esporos vão até linfonodos traquiobrônquicos sendo ingeridos e por fim germinam. A toxina proveniente da multiplicação do bacilo gera hemorragias, edemas e necroses.

 

As formas de Antraz

 

Há três tipos de Antraz, o Antraz cutâneo (mais comum naturalmente), gastrointestinal, e o antraz de inalação (que é naturalmente raro só foram diagnosticados 18 casos em todo o século XX).

 

O tratamento do Antraz

 

É necessário um forte tratamento com antibióticos ao menor sinal da doença. Anteriormente o tratamento era realizado com penicilina, mas atualmente é feito com ciprofloxacina 400 mg IV a cada 8-12 horas ou doxicilina 200 mg IV seguido de 100 mg IV a cada 12 horas.

 

AUTORIA: Marillyn Luciane Damazio.

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 0.0/10 (0 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)


Deixe Seu Comentário »