tumblr site counter

Antiácidos



Os antiácidos são medicamentos (ou substâncias) que neutralizam os ácidos estomacais e com isso a sensação de queimação causada por eles.

 

 

Mecanismo de ação

 

Os antiácidos promovem um processo de neutralização dos ácidos estomacais, aumentando o ph local e com isso reduzindo a acidez no estomago.

 

Quando o ácido clorídrico gástrico atinge os nervos da mucosa gastrointestinal, ele DÁ sinal de dor no sistema nervoso central. Isso acontece quando os nervos estão expostos, como úlceras pépticas.

 

 

Efeitos colaterais

 

O excesso de cálcio dos suplementos, alimentos fortificados e as dietas ricas em cálcio, pode causar a síndrome do leite-alcalóide, que tem uma toxicidade grave e pode ser fatal.

Em 1915, Bertram Sippy introduziu o “regime Sippy” dos horários de ingestão de leite e nata, a adição gradual de ovos e cereais cozidos, por 10 dias, combinados com pós alcalinos, o que proporcionou um alívio sintomático da doença de úlcera péptica.

Ao longo das décadas seguintes, o regime Sippy resultou em insuficiência renal, alcalose, hipercalcemia, principalmente em homens com úlcera péptica.

Estes efeitos adversos foram revertidos quando o regime eram interrompido, mas era fatal em alguns pacientes com vômitos prolongados.

 

Após estes acontecimentos foram desenvolvidos tratamentos eficazes para úlcera péptica.

Mas durante os últimos 15 anos, tem sido relatada esta síndrome em mulheres que tomam suplementos de cálcio acima da faixa recomendada de 1200 a 1500 mg por dia, para a prevenção e tratamento da osteoporose, e é agravada pela desidratação.

 

O cálcio tem sido adicionado a diversos produtos, o que contribui para a ingestão excessiva acidental.

O New England Journal of Medicine relatou um caso típico de uma mulher que chegou ao departamento de emergência com vômitos e em estado mental alterado, se contorcendo de dor. Ela tinha consumido grandes quantidades de comprimidos mastigáveis antiácidos contendo carbonato de cálcio. Ela recuperou-se gradualmente.

 

Compostos que contenham cálcio podem também aumentar a produção de cálcio na urina, o que pode estar associado com pedras nos rins.

Sais de cálcio pode causar constipação.

 

 

Outros efeitos adversos de antiácidos incluem:

 

Carbonato: em doses elevadas pode causar alcalose, que por sua vez pode resultar em alteração da excreção de outras drogas, e pedras nos rins. Uma reação química entre o ácido clorídrico e carbonato podem produzir gás de dióxido de carbono. Isso faz com que a distensão gástrica que possa não ser bem tolerada. Formação de dióxido de carbono também pode levar a dores de cabeça e diminuição da flexibilidade muscular.

O hidróxido de alumínio: pode levar à formação de complexos insolúveis de alumínio-fosfato, com risco de hipofosfatemia e osteomalácia. Embora o alumínio tenha uma baixa absorção gastrointestinal, a acumulação pode ocorrer principalmente na presença de insuficiência renal.

 

Hidróxido de Magnésio: tem propriedades laxantes. O magnésio pode acumular e em doentes com falência renal pode acarretar a hipermagnesemia, com complicações cardiovasculares e neurológicas.

 

Sódio: aumento da ingestão de sódio pode ser deletério para a hipertensão arterial, insuficiência cardíaca e muitas doenças renais.

 

Autoria: Bruna Barlach

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 10.0/10 (1 voto no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)

Antiácidos, 10.0 out of 10 based on 1 rating



Deixe Seu Comentário »