tumblr site counter

Aipim



Conceito

 

O aipim, popularmente conhecido como mandioca, pertence ao gênero Manihot e possui muitos tipos de raízes.

 

Atualmente a Nigéria é o maior produtor de aipim, mas esta espécie já pode ser encontrada no mundo todo. No Brasil, as variações em relação ao seu nome são muitas: aipi, castelinha, macaxeira, maniva, entre outros.

 

Origem

 

Sua origem é a América do Sul e foi muito cultivado pelos índios da América Latina antes mesmo do descobrimento do Brasil.

 

É amplamente exportado para diversos países do mundo, com destaque para o continente africano, pois faz parte da dieta alimentar de grande parte de sua população.

 

Tipos de aipim

 

Há uma variedade de aipins que se diferenciam devido à quantidade da substância tóxica chamada ácido cianídrico que está presente em cada um deles. Este ácido pode ser venenoso se não for destruído através do calor do sol ou do cozimento.

 

Além do teor da toxina, os tipos de aipim variam de acordo com as cores dos caules, raiz e folhas e também pelos seus formatos.

 

Desta forma temos a mandioca-brava ou mandioca amarga que é a famosa e mais comum mandioca, rica em ácido cianídrico, mas que o perde durante o cozimento e a mandioca-mansa ou mandioca-doce que possui as raízes comestíveis e pode ser cozida ou assada.

 

Benefícios do aipim

 

As raízes do aipim são consideradas uma ótima fonte de carboidratos porque contém grande quantidade de amido (polissacarídeos).

 

 

Em suas folhas estão presentes grandes índices de proteínas, minerais e vitaminas, todas essenciais ao desenvolvimento e saúde do ser humano. Este é o motivo pelo qual este é um alimento muito utilizado na África, pois auxilia no combate a desnutrição

 

Para que o aipim é utilizado

 

Existem diversas formas de consumo do aipim, dependendo do gosto de cada um. Isso inclui uma grande variedade de vai desde farinhas, até preparos de receitas típicas de vários estados.

 

É comum ainda ser consumido como aperitivo em porções ou em forma de bebidas feitas através de sua fermentação.

 

Autoria: Jeniffer Elaina da Silva

 

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 10.0/10 (1 voto no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)

Aipim, 10.0 out of 10 based on 1 rating



Deixe Seu Comentário »