tumblr site counter

Allan Kardec



O nome completo de Allan Kardec era Hippolyte Léon Denizard Rivail, ele nasceu em Lyon, Ródano-Alpes, no dia 3 de Outubro de 1804, e faleceu em Paris, Ile-de-France, no dia 31 de março de 1869, tinha 64 anos. Allan Kardec foi professor e pedagogo.

 

Allan Kardec ficou conhecido por codificar e sistematizar a Doutrina Espírita.

 

Allan Kardec e o espiritismo

 

De acordo com fintes biográficas de Allan Kardec, este pseudônimo foi aderido para que houvesse uma diferenciação dos trabalhos de Codificação Espírita dos seus trabalhos pedagógicos anteriores. Este em nome em especial foi escolhido por que um espírito revelou a Allan Kardec que os dois haviam tido uma outra vida juntos na Gália e que este foi o seu nome.

 

Num congresso em Paris, 2004, um médium brasileiro chamado Divaldo Pereira Franco psicografou uma mensagem que declarava que Allan Kardec foi a reencarnação de Jan Hus, um reformador religioso do século XV.

 

Esta informação já foi psicografada outras vezes. Isso reforça uma ideia que o próprio Allan Kardec alimentava a cerca do espiritismo: “uma só garantia séria existe para o ensino dos Espíritos – a concordância que haja entre as revelações que eles façam espontaneamente, servindo-se de grande número de médiuns estranhos uns aos outros e em vários lugares.”.

 

As mesas girantes e a codificação

 

Foi em 1854 que Allan Kardec soube do fenômeno das mesas girantes, mas, não lhes atribuiu importância. Foi em mio de 1855 que ele passou a frequentar reuniões onde aconteciam este fenômeno.

 

Neste mesmo momento de sua vida ele passou a conhecer o fenômeno da escrita mediúnica ou psicografia e assim começou a se comunicar com espíritos. Um espírito em especial passou a guiar seu trabalho, era conhecido como “espírito familiar”. A seguir Allan Kardec passa a publicar obras que falam sobre as Leis da Doutrina Espírita.

 

AUTORIA: Marillyn Luciane Damazio

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 0.0/10 (0 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)


Deixe Seu Comentário »