tumblr site counter

Imperatriz Leopoldinense



Imperatriz Leopoldinense é o nome pelo qual é conhecido o Grêmio Recreativo Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, do bairro de Ramos no Rio de Janeiro. É uma das escolas tradicionais da cidade tendo sido campeã três vezes ao longo dos seus mais de cinquenta anos de existência com o verde e branco marcando a história do samba carioca.

 

História

 

Foi em 06 de março de 1959 que Amauri Jório juntou em sua própria casa diversos sambistas com o objetivo de fundar uma escola que fosse a altura daqueles representantes musicais ilustres da Região do Recreio de Ramos.

 

Cada um dos presentes auxiliou na concepção de como seria a escola e dos seus símbolos, tendo o próprio Amauri sugerido que no nome da escola ficasse explicitado sua origem, a Leopoldina, a partir disso Manoel Vieira escolheu o nome de Imperatriz Leopoldinense. Suas cores foram concebidas por Venâncio da Conceição.

 

A escola teve uma particularidade, tendo sido outra escola sua madrinha de criação, o Império Serrano. Seu pavilhão, o símbolo maior, foi criado por Agenor Gomes Ferreira.

 

Aos poucos e com o passar do tempo os integrantes de diversas agremiações carnavalescas da região foram se unindo e ampliando o quadro de passistas da escola.

 

Características particulares

 

A Imperatriz foi a primeira escola a possuir um departamento cultural, logo em 1967, fundado por Hiram Araújo. Não foi à toa que foi protagonista nesse quesito, pois a escola sempre buscou trazer enredos que tivesse uma temática histórico-cultural.

 

Logo em seu primeiro carnaval trouxe no seu samba-enredo uma homenagem à Academia Brasileira de Letras com o qual conseguiu um sexto lugar e a começou a criar sua identidade.

 

A escola conseguiu um grande destaque a ser escolhida como cenário de uma novela da Rede Globo, chamada Bandeira 2, uma livre adaptação de “Romeu e Julieta” em 1972. Inclusive, um samba enredo da escola entrou para a trilha sonora da novela, o que foi uma grande inovação. O samba era “Martim Cererê”.

 

Títulos

 

A escola foi a primeira a ser tricampeã no Sambódromo da cidade.

 

 

Em 1980 obteve seu primeiro título com o enredo: “O que que a Bahia tem”. Em 1981 conseguiu o seu segundo campeonato com o enredo: “O teu cabelo não nega”.

 

No novo sambódromo em 1989 veio o campeonato com: “Liberdade, liberdade, abre as asas sobe nós”. Já em 1994 veio uma nova vitória com o enredo: “Catarina de Médicis na Corte dos Tupinambôs e Tabajeres”. Em 1995 ganhou com: “Mais vale um jegue que me carregue que um camelo que me derrube, lá no Ceará”, em 1999 o campeonato veio com: “Brasil mostra a sua cara em… Theatrum Rerum Naturalium Brasiliae”.

 

Em 200 vem a vitória com: “Quem descobriu o Brasil, foi seu Cabral, no dia 22 de abril, dois meses depois do carnaval” e em 2001 “Cana-caiana, cana roxa, cana fita, cana preta, amarela, Pernambuco… Quero vê descê o suco, na pancada do ganzá”

 

Autoria: Bruna Barlach

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 0.0/10 (0 votos no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votos)


Deixe Seu Comentário »