tumblr site counter

A Riqueza das Nações – Conteúdo do Livro e Crítica



A Riqueza das Nações - Adam SmithA riqueza das nações é o título do mais importante livro do economista escocês Adam Smith (1723 – 1790) . O nome do livro completo é: Uma Investigação Sobre a Natureza e as Causas da Riqueza das nações, mas ele foi eternizado como a Riqueza das nações.

Uma obra muito completa, era composta por nada menos que cinco livros, tendo sido publicado pela primeira vez em 1776, em Londres, pela editora William Strahan e Thomas Caldell. Sua segunda edição foi logo publicada em 1778, depois em 1784, 1786 e 1789 (sendo a de 1789 a última que Adam Smith publicou, antes de sua morte).

No livro, o economista trata de investigar quais foram os processos que levaram ao desenvolvimento e crescimento de determinados países.

O autor foi um dos principais teóricos do liberalismo econômico, sendo que ele marcou uma ra nos estudos econômicos inaugurando uma inflexão sobre a história do pensamento econômico.

A obra é um tratado sobre o funcionamento das sociedades comerciais e seus problemas, que relacionam-se diretamente ao valor, divisão do trabalho, acumulação do capital, distribuição de renda, entre outras coisas.

Além disso, por trazer no livro vasto material empírico é em si uma fonte de pesquisa importante sobre o funcionamento da sociedade em sua época, servindo de fonte de pesquisa mesmo para aqueles que discordam do pensamento do autor.

CONTEÚDO DO LIVRO

Livro I: traz a discussão sobre divisão do trabalho, as trocas, valor e preço, dinheiro e rendimentos.

Livro II: é neste livro que o autor discutirá a acumulação do capital em si, suas formas e origens.

Livro III: onde faz uma discussão aprofundada acerca do desenvolvimento econômico em si e seus processos.

Livro IV: neste livro o autor se posiciona em relação às duas escolas de pensamento correntes na época, os mercantilistas e os fisiocratas, desenvolvendo sua crítica à ambas as leituras da realidade.

Livro V: após ter desenvolvido toda a sua leitura sobre a realidade, criticado o pensamento vigente é neste livro que ele coloca suas proposições sobre como deve ser encarada e economia e qual deve ser o papel do Estado e o funcionamento do mesmo.

CRÍTICA AO PENSAMENTO DE ADAM SMITH

Sendo um dos economistas mais importantes e o mais importante da sua época, é claro que ele tem sido pesadamente criticado pelo seus sucessores e em diversas obras que foram escritas ao longos dos anos seguintes.

Riqueza das Nações - Adam Smith - Conteúdo do Livro e CríticaO que mais se questiona em relação ao pensamento de Adam Smith é aquilo que já se comprovou empiricamente que não funciona: o liberalismo econômico.

Para o autor existiria uma “mão invisível” que regularia o mercado sem interferência alguma do Estado ou de algum poder regulador.

Com a metáfora da “mão invisível” Adam Smith defendia irrestritamente a propriedade privada e as liberdades individuais, que deveriam ser pré-requisitos para o crescimento de uma sociedade.

O que ele não levava em consideração é que o modo de produção que analisava e defendia, o capitalismo, não permitia igualdade de condições de disputa para todos na sociedade e, caso o Estado abandone tudo para a mão invisível tomar conta sobrará uma massa de pessoas atiradas à própria sorte, sem condições de sobreviver dentro de uma sociedade definitivamente injusta e desequlibrada.

Autoria: Bruna Barlach

VN:F [1.9.22_1171]
Nota: 9.0/10 (1 voto no total)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 voto)

A Riqueza das Nações – Conteúdo do Livro e Crítica, 9.0 out of 10 based on 1 rating



Deixe Seu Comentário »